• 02
    nov
    2010
  • Postado por
  • Postado em
    Quem sou eu?
  • Discussão
    Nenhum comentário em DIA DE FINADOS

DIA DE FINADOS

66

Dobram os sinos a finados, seus sons dolentes!
Junto às sepulturas, há quem reze: «Avé Marias».
O murmurio das preces são tristes melodias…
Fazendo chegar a saudade a crentes e descrentes.

Ao redor do cemitério, os ramos dos ciprestes virentes,
Com todo o seu viço… até no Inverno,
Parecem verter pelos que dormem o sono eterno,
Lágrimas de dor… frias… e algentes…

Começa a cair a noite e à luz dos lampadários,
As pedras sepulcrais, parecem autênticos santuários…
Deixando realçar o colorido das mais belas flores.

Vendo-se ainda, às vezes, aqui e além ajoelhadas,
Algumas almas, que ainda não conformadas…
Choram com saudade, recordando seus amores!…

Joaquim Marques

Faça um comentário

Sempre Alegria - © 2014. Todos os direitos reservados.
by Anna Rebello