• 03
    mai
    2008
  • Postado por
  • Postado em
    Mensagens
  • Discussão
    4 Comentários

Amor ao filho que não tive

Há um amor sublime

puro e santo

não sei se nasceu do pranto

ou de desejo.

Sei que vive dentro dentro de mim

intensamente,

malgrado todos os poréns

e por tudo que passei e passo,

infelizmente.

Teve um desfecho fatal.

Vive dentro de mim acorrentado

um sentimento muito esmagado.

Não é um amor comum.

Gostaria de sentir seus beijos

seus abraços em momento sem par

a melodia do seu riso puro,

suas mãozinhas delicadas

a me acariciar.

Sila Maria de Souza

Petrópolis 22/12/2000

4 Faça seu comentário

  • sila maria oliveira de souza

    03/05/2008 at 22:36
    Anna, muito obrigada p seu carinho, vc é uma pessoa abençoada por DEUBjinhos da Sila Maria.
  • rita de cassia noronha

    24/05/2008 at 23:22
    Anna ,parabéns , fazer o que sabe e gosta é uma realização . Quando colocamos amor no que fazemos,muitas outras pessoas experimentam também paz e amor .Continue espalhar paz , que é maior bem da vida
  • ana

    25/08/2010 at 11:24
    Oi não sei não pode ter filhos mas poderia adotar um,seria como se fosse seu.Mesmo assim quero lhe dizer q nós temos q aceitar oq Deus nos proporciona somos seus filhos e ele q nos conduz e faz de n´so oq quiser.Um beijo e seja felíz...Prabéns pelas receitas.
  • marlene mariano

    22/02/2011 at 16:27
    feliz a mulher que ama plantas,crianças e poesias creio que tu é feliz.muito bonito.viva e seja feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Sempre Alegria - © 2014. Todos os direitos reservados.
by Anna Rebello